12/08/2019
Eleições primárias na Argentina acentuam polarização
 


Com mais de 80% das urnas apuradas, as eleições primárias na Argentina mostram que a dupla Alberto Fernández e Cristina Kirchner supera os 47% dos votos, alcançando 15% a mais que Mauricio Macri, atual presidente e candidato à reeleição.

Com atraso de mais de uma hora, os números das votações começaram a ser divulgados. A previsão para a divulgação era, inicialmente, às 21h. Por volta das 23h, Alberto Fernández computava 47%, enquanto Macri, 32%, com mais de 80% das urnas apuradas.

A polarização entre os dois candidatos, visível durante toda a campanha, deve acirrar-se nos próximos meses, que antecedem as eleições gerais, marcadas para o dia 27 de outubro. Um eventual segundo turno será dia 24 de novembro e o novo governo assumirá dia 10 de dezembro.

As eleições de hoje, conhecidas como PASO (Primárias, Abertas, Simultâneas e Obrigatórias) servem apenas para definir os partidos e candidatos habilitados a participar das eleições gerais.

O comparecimento dos argentinos foi de aproximadamente 75%. Cerca de 34 milhões de argentinos estavam habilitados para votar.

Fonte: EBC/ Foto: Divulgação
 
 
VEJA TAMBÉM
22/08/2019 - Bruno Henrique decide, e Flamengo constrói boa vantagem sobre o Inter
22/08/2019 - Prévia da inflação fica em 0,08% em agosto, aponta IBGE
22/08/2019 - Hospital regional do oeste supera nove mil internações em seis meses
21/08/2019 - Chapecoense promove empréstimo do atleta Alan Ruschel ao Goiás
21/08/2019 - OLESC e JASC mobilizam Xaxim nos próximos dias
21/08/2019 - Familiares de vítimas do voo da chapecoense têm reunião com ministro Sérgio Moro
PEÇA SUA MÚSICA
  COMO ANUNCIAR
  TOP 10 MOMENTO
  ANIVERSARIANTES
  FÃ DA MOMENTO
  MURAL DE RECADOS
  PROMOÇÕES
  CLASSIFICADOS
  MENSAGEM DO DIA
  NOTÍCIAS
  GALERIA DE FOTOS
  AGENDA DE EVENTOS
 
© - Ideia Good - Soluções para Internet