05/07/2019
Homem vai a júri popular pela segunda vez pelo mesmo crime após ser absolvido
 


Absolvido de uma acusação de homicídio em júri popular realizado em 2016, Marcelo Prestes da Silva será novamente julgado pelo mesmo crime em Chapecó. A sessão está marcada para esta sexta-feira, dia 5.



A remarcação do júri é uma situação rara. Mas o fato é que o Ministério Público recorreu da decisão após o réu ser absolvido pelos jurados em 2016. E o Tribunal de Justiça de Santa Catarina anulou o júri por entender que a decisão dos jurados foi contrária às provas do crime.



Empresário do ramo metalúrgico, Marcelo vai a novamente a julgamento. O início da sessão está marcado para as 8 horas desta sexta, no Fórum de Chapecó. O júri será presidido pelo juiz da 1ª Vara Criminal, Jeferson Vieira. O representante do Ministério Público será a promotora de justiça Cândida Antunes Ferreira. A defesa é do advogado Edson Pompeu da Silva.



O crime



De acordo com a denúncia, no dia 24 de dezembro de 2014, por volta das 18h30, Marcelo de Araújo foi atingido por disparos de arma de fogo no ombro direito, braço direito e lateral direita do tórax.



Os dois eram compadres de casamento e mantinham boa convivência, mas a desavença teria ocorrido porque alguns funcionários se desligaram da empresa do acusado, Marcelo Prestes da Silva, para trabalhar na empresa, do mesmo ramo, pertencente à vítima.



O homicídio aconteceu na Rua Bom Jesus da Serra, no Bairro Eldorado em Chapecó. Nos dias seguintes, também de acordo com a denúncia, o réu passou por diversas vezes em frente à casa da viúva para fazer ameaças, já que ela é uma das testemunhas de acusação.

Fonte: Oeste Mais
 
 
VEJA TAMBÉM
16/10/2019 - Rendimento médio mensal de brasileiros mais ricos cresceu 8,4% em 2018
16/10/2019 - Grêmio x Bahia
16/10/2019 - Votação online para escolha das soberanas da ExpoFemi encerra amanhã
16/10/2019 - Buscas por sobreviventes de prédio que desabou em Fortaleza entram no segundo dia; duas mortes foram
16/10/2019 - Enem 2019: locais de prova estão disponíveis para consulta no cartão de confirmação
15/10/2019 - Presidente da Alesc, Julio Garcia é indiciado por quatro crimes na operação Alcatraz
PEÇA SUA MÚSICA
  COMO ANUNCIAR
  TOP 10 MOMENTO
  ANIVERSARIANTES
  FÃ DA MOMENTO
  MURAL DE RECADOS
  PROMOÇÕES
  CLASSIFICADOS
  MENSAGEM DO DIA
  NOTÍCIAS
  GALERIA DE FOTOS
  AGENDA DE EVENTOS
 
© - Ideia Good - Soluções para Internet