13/06/2018
Santa Catarina não atinge meta de vacinação contra a gripe
 


Mesmo com a prorrogação da campanha e de um mês e meio de imunização contra a gripe, Santa Catarina não atingiu a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, que é de 90%. No último balanço, o Estado tinha vacinado 83,5% da população-alvo, como idosos, crianças e professores.

Pelo menos 88,2 mil catarinenses que deveriam ter se vacinado não receberam as doses. Como não alcançaram a meta, os municípios seguem vacinando esses grupos, além de ampliar para crianças de cinco a nove anos e adultos de 50 a 59, enquanto houver doses. A situação mais crítica é com crianças e gestantes.

Em Santa Catarina, a campanha encerrou em 8 de junho. Inicialmente, iria até o dia 1o, mas foi prorrogada em função da greve dos caminhoneiros. No país, o Ministério da Saúde estendeu até o dia 15 e alguns municípios catarinenses também seguem essa data, como Florianópolis e Itajaí.

A gerente de Imunização da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) de SC, Vanessa Vieira da Silva, diz que a cobertura de mais de 80% no Estado é considerada boa, já que até 2016 essa era a meta, mas reforça que é importante atingir os 90%, o que ela acredita que deve acontecer nos próximos dias. A infectologista Regina Valim acrescenta que é fundamental ampliar a cobertura para que mais pessoas estejam protegidas e evitar a circulação do vírus.

— Na vacina, apesar de ser individual, o ganho é coletivo — diz.

Ela aponta que, como a doença é cíclica, em alguns anos tem registrado menor número de casos e mortes, as pessoas relaxam e não procuram se imunizar.

No total, até segunda-feira (11), 47,7% dos municípios catarinenses (141) não atingiram a meta. Florianópolis, por exemplo, apresenta situação preocupante. Das 10 mortes por gripe neste ano em SC, três acometeram residentes da Capital.

Apesar disso, apenas 65,54% do grupo prioritário, segundo sistema do Ministério da Saúde, foram vacinados, o que coloca o município com a nona cobertura mais baixa do Estado (o município, no entanto, considera a cobertura de 71,1%).

A adesão foi impactada pela greve dos servidores municipais e pela paralisação dos caminhoneiros, explica a gerente da Vigilância Epidemiológica de Florianópolis, Ana Cristina Vidor.

— A cada ano tem ficado mais difícil atingir a meta. Para se ter uma ideia, só quatro Estados do país atingiram a meta até agora. Neste ano teve a greve que acabou afetando, o que tirou bastante o foco da campanha — ressalta.

Fonte: Diário Catarinense/ Cristiano Estrela
 
 
VEJA TAMBÉM
16/08/2018 - Patrimônio dos candidatos ao governo de SC supera R$ 7,7 milhões
16/08/2018 - Ensino médio e evasão escolar são os desafios da educação para o próximo governador
13/08/2018 - Com reservas, Grêmio atropela o Vitória e fica próximo dos líderes; Rubro-Negro flerta com Z-4
13/08/2018 - Nos acréscimos, Chape bate Corinthians em jogo marcado por ato hostil de Clayson contra torcedores
13/08/2018 - Contrato longo, projeto e paciência: como o Inter fechou a contratação de Guerrero
13/08/2018 - Coreias anunciam nova reunião de líderes para setembro
PEÇA SUA MÚSICA
  COMO ANUNCIAR
  TOP 10 MOMENTO
  ANIVERSARIANTES
  FÃ DA MOMENTO
  MURAL DE RECADOS
  PROMOÇÕES
  CLASSIFICADOS
  MENSAGEM DO DIA
  NOTÍCIAS
  GALERIA DE FOTOS
  AGENDA DE EVENTOS
 
© - Ideia Good - Soluções para Internet