13/06/2018
Santa Catarina não atinge meta de vacinação contra a gripe
 


Mesmo com a prorrogação da campanha e de um mês e meio de imunização contra a gripe, Santa Catarina não atingiu a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, que é de 90%. No último balanço, o Estado tinha vacinado 83,5% da população-alvo, como idosos, crianças e professores.

Pelo menos 88,2 mil catarinenses que deveriam ter se vacinado não receberam as doses. Como não alcançaram a meta, os municípios seguem vacinando esses grupos, além de ampliar para crianças de cinco a nove anos e adultos de 50 a 59, enquanto houver doses. A situação mais crítica é com crianças e gestantes.

Em Santa Catarina, a campanha encerrou em 8 de junho. Inicialmente, iria até o dia 1o, mas foi prorrogada em função da greve dos caminhoneiros. No país, o Ministério da Saúde estendeu até o dia 15 e alguns municípios catarinenses também seguem essa data, como Florianópolis e Itajaí.

A gerente de Imunização da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) de SC, Vanessa Vieira da Silva, diz que a cobertura de mais de 80% no Estado é considerada boa, já que até 2016 essa era a meta, mas reforça que é importante atingir os 90%, o que ela acredita que deve acontecer nos próximos dias. A infectologista Regina Valim acrescenta que é fundamental ampliar a cobertura para que mais pessoas estejam protegidas e evitar a circulação do vírus.

— Na vacina, apesar de ser individual, o ganho é coletivo — diz.

Ela aponta que, como a doença é cíclica, em alguns anos tem registrado menor número de casos e mortes, as pessoas relaxam e não procuram se imunizar.

No total, até segunda-feira (11), 47,7% dos municípios catarinenses (141) não atingiram a meta. Florianópolis, por exemplo, apresenta situação preocupante. Das 10 mortes por gripe neste ano em SC, três acometeram residentes da Capital.

Apesar disso, apenas 65,54% do grupo prioritário, segundo sistema do Ministério da Saúde, foram vacinados, o que coloca o município com a nona cobertura mais baixa do Estado (o município, no entanto, considera a cobertura de 71,1%).

A adesão foi impactada pela greve dos servidores municipais e pela paralisação dos caminhoneiros, explica a gerente da Vigilância Epidemiológica de Florianópolis, Ana Cristina Vidor.

— A cada ano tem ficado mais difícil atingir a meta. Para se ter uma ideia, só quatro Estados do país atingiram a meta até agora. Neste ano teve a greve que acabou afetando, o que tirou bastante o foco da campanha — ressalta.

Fonte: Diário Catarinense/ Cristiano Estrela
 
 
VEJA TAMBÉM
20/06/2018 - Copom se reúne nesta quarta para definir taxa de juros; mercado prevê manutenção da Selic em 6,5%
20/06/2018 - Cirurgias de ouvido, nariz e garganta integram novo mutirão xaxinense do Programa Aqui a Fila Anda
20/06/2018 - 119,6 mil catarinenses ainda não sacaram o PIS/Pasep 2016; saiba se você tem direito
17/06/2018 - Polícia Federal abre concurso com 500 vagas; maior salário é de R$ 22,6 mil
13/06/2018 - Santa Catarina amplia exportações de carnes em maio
11/06/2018 - Ônibus Lilás passará nos municípios pertencentes à ADR Xanxerê
PEÇA SUA MÚSICA
  COMO ANUNCIAR
  TOP 10 MOMENTO
  ANIVERSARIANTES
  FÃ DA MOMENTO
  MURAL DE RECADOS
  PROMOÇÕES
  CLASSIFICADOS
  MENSAGEM DO DIA
  NOTÍCIAS
  GALERIA DE FOTOS
  AGENDA DE EVENTOS
 
© - Ideia Good - Soluções para Internet