13/03/2018
"O grande desafio da eleição serão as fake news", diz presidente do TRE-SC
 


O desembargador Ricardo Roesler tem 61 anos, mas 30 deles foram dedicados à magistratura. Ao longo da sua carreira participou de diversas eleições Santa Catarina adentro. Natural de São Bento do Sul, passou pelas comarcas de Joinville, Barra Velha, Sombrio e Jaraguá do Sul, antes de virar juiz de segundo grau em 2007. Cinco anos depois, virou desembargador. Ontem assumiu o maior desafio de sua carreira: foi empossado na presidência do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SC). Roesler diz que uma das suas grandes missões na condução do processo eleitoral no Estado será o combate a notícias falsas. A preocupação é mundial, depois que apurações concluíram que sites com informações incorretas influenciaram na eleição do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Do combate à proliferação das fake news à fiscalização da campanha de rua, Roesler terá muito trabalho ao substituir o também desembargador Antonio do Rêgo Monteiro Rocha. Tudo isso sem esquecer do cargo no Tribunal de Justiça (TJ-SC).

Nas redes sociais, muito tem se falado sobre as fake news. Nas eleições americanas de 2016, elas tiveram um papel importante. O Tribunal Superior Eleitoral criou um grupo para coibir que essas informações falsas circulem pela internet. Como o senhor enxerga essa iniciativa?
É o início de um caminho. O grande desafio destas eleições vão ser as fake news, essas notícias falsas sobre partidos e candidatos. A justiça eleitoral vai atuar como sempre atuou: na organização, fiscalização e punição. Com esses fatos novos, temos que nos aperfeiçoar. O TSE está oferecendo ferramentas que permitem encontrar o gerador dessas notícias falsas por meio do IP do computador. Há convênios com Google, Facebook e Instagram. Vamos ficar de olho também em denúncias anônimas. Os juízes terão toda a possibilidade de evitar essa veiculação e mandar cessar as edições. É um elemento novo nessa eleição. Estamos todos aprendendo com isso. Não podemos ser hipócritas e dizer que tudo vai funcionar. Uma fórmula pronta não existe, mas haverá uma intensa fiscalização das plataformas digitais. A agilidade é fundamental, vai ter que ser em tempo real. Vamos estar preparados para intervir no momento adequado. Espero que todos os esforços não sejam em vão.

Fonte: Diário Catarinense
 
 
VEJA TAMBÉM
20/06/2018 - Copom se reúne nesta quarta para definir taxa de juros; mercado prevê manutenção da Selic em 6,5%
20/06/2018 - Cirurgias de ouvido, nariz e garganta integram novo mutirão xaxinense do Programa Aqui a Fila Anda
20/06/2018 - 119,6 mil catarinenses ainda não sacaram o PIS/Pasep 2016; saiba se você tem direito
17/06/2018 - Polícia Federal abre concurso com 500 vagas; maior salário é de R$ 22,6 mil
13/06/2018 - Santa Catarina não atinge meta de vacinação contra a gripe
13/06/2018 - Santa Catarina amplia exportações de carnes em maio
PEÇA SUA MÚSICA
  COMO ANUNCIAR
  TOP 10 MOMENTO
  ANIVERSARIANTES
  FÃ DA MOMENTO
  MURAL DE RECADOS
  PROMOÇÕES
  CLASSIFICADOS
  MENSAGEM DO DIA
  NOTÍCIAS
  GALERIA DE FOTOS
  AGENDA DE EVENTOS
 
© - Ideia Good - Soluções para Internet